MENORES CARENTES...

by Grace Spiller

 

 

Céu aberto...

Encantam-me o azul

E a beleza dos pássaros

Cortando os ares,

De Norte a Sul!

 

Cá embaixo, porém

Espanta-me o mundo...

Que caos!

Quanta miséria!

Abismo profundo...

 

Detenho-me...

Olho e vejo...

Observo e sinto...

 

Um menino carente - triste figura,

Dilacera-me o peito tanta penúria...

Olhos sem brilho no semblante manchado,

Corpo raquítico, cabelo desgrenhado...

Todo o seu ser é um apelo urgente...

A fome, nele estampada, é algo indecente!

 

Essa fome pede medidas rápidas,

Mesmo que não sejam, por ora, eficientes,

Pois enquanto nos desculpamos,

A cada minuto morrem muitos menores carentes!

 

"Nesse instante, te peço, oh! Deus!

Muita força, fé e coragem;

O trabalho é árduo, o caminho é longo,

Sei que apenas iniciei a 'viagem'...

 

Que a Tua Luz me ilumine

E eu não desanime ante todo esse mal!

Que eu consiga levar adiante

O que, por ora, é remoto ideal!

Amém!".

 

 

Editado no site:

Mi Mundo Virtual

 

 

 

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!