O TEMPO

by Grace Spiller

 

 

 

* Imagem gentilmente cedida por Claudete Tonesera

Rancho do Sossego - Leópolis/PR

 

 

 

O tempo passa e qual fumaça

esvai-se no infinito...

Deixa marcas

feito traças que corroem,

causam atritos...

 

E no íntimo as lembranças

irmanadas com as saudades

gritam versos mui aflitos...

"Vem! Volta mocidade"!

 

No entanto, ela se foi

para nunca mais voltar

e a sapiência da nova idade

é o trunfo a bastar!

 

Alma se tranqüiliza

ante a nova situação,

pois se a pele não se estica

o amor é vivo no coração!

 

 

 

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!